13 PORQUÊS, 1 SOLUÇÃO | Precisamos falar sobre “13 Reasons Why”

Acredito que já ouviram falar da nova série da Netflix, “13 Reasons Why” que significa “Os 13 porquês”, baseada no livro bestseller publicado em 2007 do Jay Asher, né? É o assunto que está em alta nos dias de hoje desde a sua estreia e não podíamos deixar de comentar aqui, já que é uma série que aborda os assuntos que tratamos aqui no blog.

Jay Asher contou para a Teen Vogue o que o inspirou a escrever o livro:

Tive a ideia para um livro que envolvesse áudio anos antes de ter a ideia para isso. Estava em Las Vegas e tinha um exibição da tumba do Rei Tut, e era um tour guiado em áudio. Depois disso, achei que seria uma ótima estrutura para um livro, mas não tinha a história para dar continuidade. Alguns anos depois, um parente tentou cometer suicídio, que tinha a mesma idade de Hannah: uma estudante do ensino médio.  Então eu tinha a estrutura e tinha a questão, o que foi muito importante para mim e foi anos antes das duas ideias parecerem. Foi quando eu estava dirigindo e imediatamente senti que era a melhor maneira de contar essa relato particular.

Uma das produtoras da série é a Selena Gomez, aos 24 anos disse querer se envolver com projetos “que realmente importem”.  Não sei sabem, mas Selena Gomez tem uma doença chamada lúpus, uma doença autoimune, e períodos depressivos, onde ela entranha muito a questão de se sentir observada e julgada o tempo inteiro por ser famosa. Selena chegou a deixar de usar sua conta no Instagram, a mais seguida do mundo, com 115 milhões de fãs em razão disso.

Mas vamos falar sobre a série que está dando o que falar!

  • Sobre a série

A série nos conta a história de Hannah Baker, uma garota que sofreu bastante em sua adolescência, de bullying, assédio sexual, machismo, e que por não suportar tamanha opressão tirou sua própria vida devido a profunda depressão. Antes disso, ela gravou 7 fitas cassetes revelando 13 motivos que a levaram a cometer o suicídio.

A série nos mostra o conteúdo dessas fitas pelo ouvinte Clay Jensen, que também é um dos porquês e que era apaixonado pela garota.

São 13 pessoas, e cada uma delas causaram algo à Hannah para que ela cometesse o suicídio, as mesmas ficam um tanto desnorteadas após ouvir sua participação na história da garota e passam a enxergar as suas atitudes com outros olhos ao longo da série. Só que no caso de Clay, além de passar por diversas crises existenciais, ele foi apenas um observador, e esse foi um de seus erros, ele sabia que a Hannah precisava de ajuda mas não se dispôs a ajuda-la, e quando quis, já era tarde demais.

  • Motivos mostrados na série que levam uma pessoa ao suicídio 

Em todos os momentos da série vemos motivos que podem levar uma pessoa ao suicídio, como o universo supérfluo e, muitas vezes, cruel dos adolescentes: o bullying e a falta de sensibilidade dos adultos para lidar com esse problema.  Hannah não conseguiu lidar com a pressão do bullying e o que ele gerou dentro dela foi algo devastador. Como também o fato de que cada personagem da série aparecer sempre com “justificativas”, problemas e conflitos próprios, nos dando a entender que TODO mundo tem problema.

  • O foco da série

Sabemos que a série não é focada em mostrar uma solução clara, mas sim levar o público a uma profunda reflexão e retratar um sinal de alerta à sociedade através de uma excelente e impactante produção.

A série tem alcançado seu objetivo com louvor, e causado comoção a muitos.

  • Frutos da série

Após muitos assistirem, fãs começaram a campanha com a tag #NãoSejaUmPorque, conscientizando como o suicídio pode ser evitado, a partir de pequenas iniciativas de amor e tolerância. O que é louvável. Além disso, durante uma matéria do Huffington Post Brasil, o Centro de Valorização à Vida – organização sem fins lucrativos que ajuda na prevenção do suicídio – afirmou que os pedidos de ajuda cresceram 100% desde o lançamento da série. Disseram que 25 mensagens recebidas citaram a série como referência. E como fruto disso, 13 Reasons Why lançou um site oficial, onde são listados centros de ajuda em diferentes países do mundo, inclusive aqui no Brasil.

  • O outro lado da moeda

Porém há o outro lado também. O efeito ao contrário e que devemos falar aqui também. A série por ser muito bem produzida, com cenas extremamente reais e impactantes, podem gerar também o efeito inverso.

Imagino eu, uma pessoa que sofra de bullying ou depressão profunda, assistindo, qual sentimento concluirá a série já que a mesma não mostra uma solução clara… Veja, não estou aqui para tirar os “méritos” da excelente produção e nem dizer que os frutos mencionados acima são irrelevantes. O que quero enfatizar é que precisamos DE SOLUÇÃO! Digo isso com base no que tenho visto nas redes sociais: dezenas de jovens postando inúmeros textos em suas redes sociais, tratando tal série como uma série romântica, romantizando o suicídio. É preciso ter CUIDADO! Suicídio não é a solução.

Aconselho à você que sofre de depressão e doenças emocionais e não assisti-la. Cuide do seu coração e mente. Recebi muitas mensagens de jovens, que sofriam de problemas emocionais, que ao terminar a série, disseram que ficam perturbados por dias.

Mas ela serve de alerta aqueles que podem ajudar a outros. A série aponta um erro gritante nos nossos dias atuais, e fico muito feliz com o site lançado pela mesma, pois isso já mostra que além de apontarem o erro, estão procurando soluciona-lo. E é isso o que devemos fazer! Apontar o erro e apresentar a solução.

  • Sobre depressão

Depressão não é uma doença comum ou frescura. Depressão leva a morte assim como vemos na série. Leia aqui sobre o que é depressão. Não podemos nos conformar com isso, mas combate-la.

Depressão e traumas causados por bullying são sérios e devem ser tratados à luz da Verdade, à luz da Solução com seriedade. De nada resolverá textos, imagens bonitas e apelos nas redes sociais se não praticarmos isso no nosso dia a dia. Se não puxarmos uma cadeira e chamarmos aquele amigo calado para conversar ou ORAR por aquela pessoa triste que vimos no transporte público. E claro, tomarmos cuidado como agimos e falamos com as pessoas.

Entende que esse assunto é muito mais profundo do que imaginamos?

Que essa série sirva de alerta não somente para nos sensibilizar mas para nos impulsionar a apontar e buscar a SOLUÇÃO.

Mas qual solução? A série deixa de maneira implícita, por isso decidimos escrever esse texto POIS HÁ SOLUÇÃO E ESPERANÇA para vencer a depressão e traumas causados pelo bullying.

Você tem depressão?

NÃO DESISTA DA VIDA!

  1. Reconheça o problema e que precisa de cura; Salmo 103:3
  2. Tenha fé e plena certeza de que será curado; Hebreus 11:1
  3. Rompa com o passado; Filipenses 3.13
  4. Perdoe as ofensas; Colossenses 3.13
  5. Anseie por Ele; Salmo 42.1-2
  6. Louve a Deus; Salmo 35.1
  7. Clame por Ele; Salmo 3:4
  8. Reconheça que Ele irá cuidar de você; Salmo 17.8
  9. Se descubra em Deus quem é você, sua identidade; Efésios 1:5
  10. Você não é um erro, você tem propósito. Salmo 138:8

Você sofre de Bullying ?

DEUS NÃO COMPACTUA COM O BULLYING! VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO!

“Assim é o homem que engana o seu próximo, e diz: Fiz isso por brincadeira.” (Provérbios 26:19) 

O primeiro passo é você vencer a si mesmo. Peça ajuda ao Criador. Talvez você não saiba quem é você e por isso se sente inseguro frente as tais situações.

Saber quem se é, sua real identidade possui um poder enorme. Quer alguém melhor pra descobrir sua identidade do que o Seu criador ? Não existe provocação que resista a uma pessoa que conhece a si mesmo, pois por mais que os outros não o entendam, ele sabe quem ele é na vida, sabe de onde veio e para onde vai.

Segundo, fale com uma pessoa de confiança e denuncie o agressor. O Código Civil, determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar. O responsável pelo ato de bullying pode também ser enquadrado no Código de Defesa do Consumidor.

“Palavra do dia: Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas”. (Mateus 7:12)

Seja um socorro de alguém

“NINGUÉM SABE O QUE REALMENTE ACONTECE NA VIDA DE OUTRA PESSOA”

Precisamos para de olhar somente para o nosso próprio umbigo. Há uma multidão a nossa volta gritando por socorro e o que temos feito? FAÇA ALGO!

  1. Ame – Procure amar. Peça a Deus pra que Ele gere amor no seu coração pelas pessoas. Se alguém disser: Amo a Deus, mas odeia seu irmão, é mentiroso. Porque aquele que não ama seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, a quem não vê.” 1 João 4:20
  2. Empatia – A serie nos ajuda a entender que devemos pensar antes de dizer e fazer algo para alguém, pois não sabemos aquilo irá afetar a vida da outra pessoa. Devemos buscar sempre ter empatia e bem, não fazer para o outro algo que não gostaríamos que fosse feito para a gente.
  3. Ore por vidas – Nada é maior do que o poder da oração. A oração pode trazer VIDA. Ezequiel 37 

Que Jesus possa ter falado com você através de cada palavra! Lutarei com todas as minhas forças até o dia que eu adormecer para ver minha geração curada de dentro pra fora. Esteja comigo nessa luta! Precisando de ajuda, nosso email está aberto para conversas, orações e conselhos contatousamn@gmail.com

“Deus é o nosso refúgio e fortaleza,
socorro bem presente na angústia”
Salmo 46:1

Até a próxima! ♥

 

2 Replies to “13 PORQUÊS, 1 SOLUÇÃO | Precisamos falar sobre “13 Reasons Why””

  1. Muito bom, o engraçado é que também achei que a série não trouxe solução, mas trouxe um modo, achei que vc escreveu tudo, devemos estar sensíveis as pessoas a nossa volta, em todo aspecto a série veio com pessoas dá escola mas podem ser todos atacados por essa doença, obrigado por escrever trazendo uma solução, a que todos nós encontramos para nossas doenças de independência , JESUS.
    Deus te abençoe, até.

    1. Amééém!!! Que alegria que Jesus falou com você. Glórias a Deus!! E obrigada pelo carinho… Volte sempre <3

Comentários fechados.