AMOR COMO POR FILHOS | Por Lara Dias

Você já sentiu algo sem entender a razão desse sentimento? Ou mesmo o que isso quer dizer?

Você já se pegou gostando de alguém (não digo pelo lado do romantismo) mas de apreço mesmo? Sabe aquela expressão hoje que muitos dizem: “gosto de você de graça”? ou seja, sem que você tenha me causado benefício algum simpatizei com você ou fui com a tua cara.

Há alguns dias me peguei “amando de graça”, esse amor puro e genuíno, o desejo de fazer algo bom por alguém, sem saber quem é ou de onde vem, muito menos por ter feito alguma benevolência a mim.

Eu comecei a andar pelas ruas normalmente no dia a dia e simplesmente enxergando com amor as pessoas, principalmente jovens. Mesmo sem conhecer, comecei a ver pessoas específicas na rua (como se fossem aquelas precisamente que eu precisava amar e abraçar) e sentir compaixão por elas, não era pena, talvez eu mesma não consiga expor em palavras o que realmente eu sinto neste momento, mas, como nunca antes eu comecei a enxergar as pessoas, dentro de uma ótica limitada claro, mas, como se fosse o próprio amor de Jesus se manifestando através de mim, de uma forma diferente. – Talvez você se pergunte, ok, mas você participa de viagens missionárias e só agora ama pessoas? não é isso pessoal, mas todos os dias Deus deposita um pouco mais dEle em nós, e sinto que estou passando por isso, uma natureza esta florescendo em mim.

Não tem muitos anos, provavelmente 03 (três) no máximo eu recebi uma palavra: “… você será mãe de filhos”. A princípio pensei, ok em determinado momento da vida possa ser que eu gere filhos, passou um tempo, acho que Deus viu que eu precisava de um firmamento do que Ele estava dizendo, e novamente pela mesma pessoa usada por Ele ouvi novamente as palavras de que geraria filhos, então entendi o que Deus estava dizendo. Hoje entendo que Deus estava dizendo. Hoje entendo que Deus estava contando comigo para gerar filhos na fé, a fé vem por Deus, porém enquanto cristãos, somos ministros de Cristo, então Deus conta conosco, através da evangelização da palavra para que geremos filhos na fé.

Não é por mérito meu, porque com certeza Deus usa muitas outras pessoas também para que a vida de Deus seja propagada, mas entendi que não é uma escolha amar, é algo que Deus estrega a você, algo que você recebe e passa a fazer parte de você.

Talvez você nem saiba o que fazer ou por onde começar, mas Deus dia a dia te preenche mais da natureza mais da natureza Dele, nós nunca superaremos o amor de Deus ou a forma com que Ele nos ama, e ama todas as pessoas, no entanto todos os dias Ele deposita uma porção Dele em nós, nos tornando parecidos com Ele, até mesmo na forma de amar, mesmo que não haja reciprocidade, ou favor a nós, mas é como se tivéssemos a necessidade de amar como Ele nos amou.

Deixe uma resposta