ESCOLHENDO A FÉ FEMININA EM UM MUNDO FEMINISTA | Por Kristen Clark

Eu estava dirigindo pela rua outro dia, ouvindo uma das minhas estações favoritas de Spotify (minha apreciação a Vertical Church Band) quando meu cotovelo trocou acidentalmente o canal. Não percebi que havia mudado até surgir uma música aleatória que nunca tinha ouvido.

A mulher cantando tinha uma voz bonita. Ela era extremamente talentosa. Mas a letra foi o que chamou minha atenção.

Esta menina estava com raiva. Ferida. Partida. Ela colocou todas as suas esperanças e sonhos em um cara, e ele a deixou por outra mulher. Ela estava destruída. A vida dela estava vazia.

À medida que a batida cativante atraía a atenção em segundo plano, ela estava determinada a ter a última palavra.

Seu plano para se elevar, ser forte e superar era claro. Sair com seu melhor amigo, dormir um pouco e fazer o seu ex espumar de ciúmes.

Enquanto ouvia essa artista, fiquei intrigada com a mensagem: seguir meu coração. Colocar toda a minha esperança no meu namorado. Se ele falhar, procurar vingança. Ah, e eu deveria usar o sexo como uma arma – se necessário.

Esta música, como tantas outras coisas na cultura moderna, está nos enviando uma mensagem. Está nos ensinando coisas sobre a vida e a feminilidade. Está nos alimentando com uma visão de mundo específica.

Enquanto eu entregava alguns recados mais tarde naquele dia, vi outra mensagem sobre minha feminilidade.

Estava em cores na capa de uma revista com uma mulher sexualizada vestindo roupas muito curtas. Ela estava pronta para me ensinar a “fazer ele me querer” na cama. Com uma virada de página, eu poderia aprender a atrair os homens e conseguir o que eu queria.

Outra mensagem sutil.

Então, naquela noite, havia um outdoor com um anúncio de perfume. A mensagem era clara. A modelo tinha um olhar de desejo com uma pose poderosa e sedutora. O cartaz sussurrou no meu ouvido, “compre meu perfume e você também será uma mulher sedutora e poderosa”.

As mensagens sobre a feminilidade estão em toda parte.

Esteja eu procurando por isso ou não, me é dito o que significa ser mulher todos os dias.

Em vez de seguir cegamente a versão da feminilidade que permeia nossa cultura hoje, nós, como mulheres cristãs, precisamos dar um passo atrás e examinar com o que estamos sendo alimentadas. Precisamos questionar o que nos dizem. Precisamos ser informadas sobre o que acreditamos.

A versão sedutora e poderosa da feminilidade moderna não é o resultado de mulheres se voltando para a palavra de Deus para obter respostas, mas, infelizmente, afastando-se disso. Muitas pessoas se referem a esse tempo como a era pós-feminista. A versão da feminilidade que vemos agora é em grande parte resultado do movimento feminista.

Em vez de aceitar a feminilidade como é hoje, precisamos ver todos os aspectos da nossa feminilidade através de uma lente bíblica.

Como diz Carolyn McCulley, precisamos ter fé feminina em um mundo feminista.

Se não buscarmos intencionalmente uma versão de feminilidade que seja construída sobre uma base bíblica, seremos varridas na corrente popular.

O que é fé feminina?

A fé feminina começa com a gente, como mulheres cristãs, em primeiro lugar, aceitando a Palavra de Deus como a autoridade suprema em nossas vidas. Devemos nos humilhar e confiar que os caminhos de Deus são melhores que os nossos.

Não podemos olhar para a cultura pop para obter respostas sobre nossa feminilidade, mas para a Palavra viva e eterna de Deus (2 Timóteo 3:16).

A fé feminina não é construída em nosso fundamento de poder ou auto-exultação, mas em servir os outros e glorificar a Cristo (1 Pedro 2: 9).

A fé feminina não prospera na imoralidade e sensualidade, mas na santidade e pureza pela honra do nosso Rei (1 Pedro 1: 14-16).

A fé feminina não está interessada em redefinir qualquer coisa (gênero, sexualidade, casamento, amor, vida) que Deus claramente nos instruiu em Sua Palavra. Em vez disso, confiamos que Deus tenha nosso bem em mente quando Ele estabeleceu limites e parâmetros para nós (Mateus 19: 4-6).

E, finalmente, a fé feminina sempre se esforça para ser uma líder de torcida pelas coisas que Deus ama, sustenta e nos ensina como mulheres. Quando encontramos as passagens das Escrituras como Provérbios 31, Titus 2 e 1 Timóteo 2 – precisamos levá-las a sério. O que Deus está tentando nos ensinar? Como podemos aplicar esses versículos às nossas vidas hoje?

Deus nos projetou e Ele é A FAVOR da nossa feminilidade.

Ele é a favor das mulheres mais do que ninguém neste mundo. Ele ama o nosso belo design como mulheres.

É hora de nós, como mulheres cristãs, acordarmos do nosso sono e nos tornarmos radicais novamente pela verdade de Deus. Para os caminhos de Deus. Para a visão de Deus. Se desejamos glorificar a Deus com nossas vidas, devemos nos tornar biblicamente experientes nesta era moderna.

Eu li um livro há um tempo que me ajudou a entender exatamente como fazer isso. Este livro mudou minha vida e me ajudou a entender o feminismo e a feminilidade bíblica através de uma lente.

Chama-se Feminilidade Radical: Fé feminina em um mundo feminista (por Carolyn McCulley).

Eu recomendo e incentivo você a pegar uma cópia. Sério. Esta é uma leitura obrigatória. Como mulheres cristãs, devemos saber o que acreditamos e por que acreditamos.

Devemos entender como o feminismo impactou nossa cultura e como isso nos afeta hoje.

A feminilidade bíblica não é para os fracos. Numa era que procura obliterar Deus e Sua autoridade, a modelagem da feminilidade bíblica envolve a guerra espiritual. – McCulley

Que possamos ser uma geração de mulheres que buscam apaixonadamente a fé feminina em um mundo feminista.

Vamos conversar abaixo.
• Onde você viu as mensagens sutis da feminilidade moderna e secular?
• Como a nossa cultura e ideologia pós-feminista tentou você a ignorar o design de Deus para a feminilidade?

Este post é uma tradução de um artigo de Kristen Clark, publicado originalmente no blog GirlDefined, traduzido e publicado com permissão da autora. O artigo original pode ser encontrado no link: Choosing Feminine Faith in a Feminist World
Kristen e Bethany são duas irmãs do sul do estado de Texas, apenas curtindo a vida e espalhando a verdade. Com menos de 2 anos de diferença de idade, elas têm sido melhores amigas desde o dia em que se conheceram em 1988. Enquanto iam envelhecendo, as duas chegaram à conclusão de que ser uma garota neste mundo moderno pode ser uma coisa confusa. Descobriram que a maioria das meninas, mesmo as meninas cristãs, não têm ideia porque elas foram criadas, qual o seu propósito, o que significa ser uma esposa e mãe algum dia, e o valor da pureza sexual. Algo precisava ser feito. Meninas precisam da verdade e tão poucos estavam liderando o caminho e oferecendo direção. Talvez essa seja a vocação de Kristen e Bethany.
* Traduzido por Aline Brandão

Deixe uma resposta