EU ESTOU CONSTRUINDO| Por Letícia Rodrigues

Hoje pela manhã me peguei pensando em coisas que não tem acontecido, e o porquê não acontecem.

Nesse momento uma palavra me veio ao coração, “medo”! O medo de começar a construir, fiquei pensando por horas, até que pude me sentar com minha mãe, conversamos por algum tempo, e aquela palavra permanecia ecoando em meu coração: “medo, medo”. Por tempos temos falado em construir uma história, uma amizade, um projeto, talvez sonhos e um dia, uma família.

Mas, será que sabemos o que é realmente construir?

A palavra construir significa criar algo, juntando materiais variados em determinada forma, seguindo determinado projeto.

Construir é começar do solo, é preparar a terra, cuidando e nutrindo para que ela sustente a edificação de um projeto. Se construir está tão relacionado ao começar juntos, por que tememos tanto esse começo? Por que achar que não estamos preparados? Quando na verdade Jesus diz: “O amor constrói”.

Muitas vezes nossos olhos são fascinados pela construção final, o projeto pronto, edificado e apto para se habitar. Mas então me pergunto: o que eu realmente quero? Comprar algo ou ser parte dele?

Acho que até aqui, você já deve ter compreendido que estou falando de relacionamentos rsrs e caso não tenha, perdoe-me, ainda luto para ser clara em meus pensamentos.

Há um tempo tenho orado por isso, e Jesus tem me falado: Estou construindo!

Isso não tem a ver necessariamente com uma pessoa específica, mas com o meu caráter, minhas falhas e meus medos. Talvez isso nunca tenha sido tão claro, como está sendo agora. Sabe, construir não é algo tão fácil, exige esforço, comprometimento, coragem, lealdade, força e amor. Sim, não se pode construir nada sem o amor, é ele que nos capacita a permanecer, a carregar cada tijolo, quebrar paredes e perfurar buracos. E mesmo em meio a tanta poeira e desordem, existe beleza, na sensibilidade da vulnerabilidade.

Construir é semear coletivamente, é deixar pai e mãe e se tornar um só corpo, juntos.

Lucas 14:28-29 diz: “portanto, qual de vós, desejando construir uma torre, primeiro não assenta e calcula o custo do empreendimento, e avalia se tem recursos necessários para edifica-la? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele. ”

 Nessa passagem Jesus está dizendo sobre renunciar a tudo que temos para sermos seus discípulos, e para que isso aconteça ele pede para que calculemos os recursos que vamos precisar para essa jornada.

Construir relacionamentos é calcular os recursos, não falo de dinheiro, mas de disposição. Não existem pessoas perfeitas, mas sim pontos a serem melhorados e moldados juntos. Por isso não descarte uma pessoa só porque ela não é 100% daquilo que você esperava ou sonhava. Pare, e pense no quanto você ainda precisa mudar, e o quanto isso pode ser aperfeiçoado com a ajuda de outra pessoa.

Não quero relacionamentos perfeitos, que venham fáceis, mas quero acreditar no que Jesus tem me falado a quase um ano: EU ESTOU CONSTRUINDO! E por isso, eu me disponho a trabalhar. A ser parte de cada parte rs. Não vou me importar tanto com as poeiras e blocos fora do lugar. Porque sei que no final estaremos firmes na ROCHA!

É sobre isso que quero deixar aqui um voto de encorajamento para você: O que vemos hoje nas redes sociais, em filmes da sessão da tarde, tudo isso é muito lindo, mas, existe uma verdade que os filmes não contam, que as redes sociais não mostram… que é preciso construir.

Construir o roteiro, os personagens, o cenário. Nada vem do nada, por isso não espere que um relacionamento caia do céu, mas calcule o que realmente deseja, e não tenha medo de construir, esse é um dos melhores tempos que podem ser vividos a dois. Onde não temos tudo perfeito, mas temos dois corações disponíveis ao propósito. Existe disposição mútua.

Mais uma vez, não deixe que o medo de construir te faça desistir.

2 Replies to “EU ESTOU CONSTRUINDO| Por Letícia Rodrigues”

  1. Eu precisa de cada letra desse texto. Não a nível de relacionamento amoroso entre homem e mulher, mas sobre o ministério de adolescentes que cuido há 1 ano e 4 meses… e como temos sido moldados juntos. Cuidar de adolescentes exige tudo isso que você disse: comprometimento, coragem, lealdade, força e amor. E dentre todos o principal é o amor.

    Obrigada!

  2. **Eu precisava.

Deixe uma resposta