MAIS QUE UM RETIRO DE QUATRO DIAS | Por Giselle Prado

 

Boa tarde, leitores!!! Como estão? Espero que bem ein….

Trago aqui mais uma de minhas experiências com Deus.

Acabo de voltar do acampamento/retiro da minha igreja e meu coração está queimando em compartilhar o que Deus fez nesses dias e em meu coração.

Acredito que muitos de vocês também foram para os retiros, encontros e acampamentos de suas igrejas e sei que muitos também não desejavam mais voltar para a realidade do nosso dia a dia depois de imergir na presença dEle. Mas calma! Isso também aconteceu comigo haha Porém, o que vivemos nesses quatro dias intensos não pode se restringir somente a esses dias ou ao lugar que estivemos. O que vivemos nesse feriado deve perdurar pela nossa vida inteira. Caso ao contrário vivemos apenas uma intensa agitação e emoção.

Quantos de nós não ficamos empolgados com os retiros e acampamentos do feriado de carnaval de nossas igrejas, pois almejamos ter dias imersos na presença dEle sem a preocupação com as coisas lá fora? Garanto que a maioria de vocês não via a hora de chegar o feriado do carnaval pra viver experiências sobrenaturais com Ele. A expectativa faz arder o nosso coração e graças à Deus, muitas vezes, nossas expectativas para esses dias são superadas. Mas também, quantos de nós já não fomos à milhares de retiros, encontros e acampamentos nesses dias de feriado, vivemos algo sobrenatural, mas quando voltamos a nossa realidade do dia a dia, parece que tudo o que vivemos escorre pelo ralo… Se vai com o vento… E então a frieza se instala novamente, o desânimo e a mesmice também. Quantos de nós não vivemos isso? E talvez você que já voltou do seu acampamento já esteja vivendo isso… Mas HEY, esse texto é pra te inspirar a não se deixar levar pela tristeza, desânimo e correria do nosso dia a dia. O que você viveu nesse feriado se de fato foi real e não uma simples agitação e emoção deve perdurar…

Meu coração estava explodindo expectativas desde o dia que soube que eu e o Ro participaríamos do Peniel, (nome dado ao retiro da nossa igreja), mas Ele superou e nos surpreendeu como sempre. Foram quatro dias INTENSOS de adoração e comunhão com os irmãos.

Malas prontas. Carro cheio. Lá fomos fomos nós. Sexta-feira à noite, depois da faculdade, já de madrugada a caminho do sítio Monte das Oliveiras, retiro Peniel 2017. Viagem tranquila… A não ser quando chegamos na estrada de terra que nos perdemos, mas graças a alguns “caipiras” achamos o lugar haha Chegamos, descarregamos o carro e logo fomos dormir.

“Deus, o que o Senhor tem pra esse retiro?”

Chegado sábado, vamos com tudo? YEAH! Era começado o retiro!

Tivemos a presença da família Bowser, onde Jeremiah e Courtenay nos serviram ministrando louvor e palavra durante os 4 dias. Eu já os conhecia devido aos louvores do Jeremiah, mas nunca pude estar tão próxima deles quanto nesses dias. Que família abençoada! São tão amáveis e simples. Instrumentos de Deus nessa Terra para despertar uma paixão com propósito profundo! Mas a perguntava continuava…

“O que o Senhor tem pra mim, nesses dias, Jesus?”

Além deles, os filhos do Nick Billman também estavam lá adorando conosco. Que crianças maravilhosas! Pensem em crianças e adolescentes completamente entregues e apaixonados por Jesus, pois bem… Eles superam qualquer pensamento. Haviam momentos, que eu simplesmente parava de orar e louvar somente para contemplar como Jesus emanava dessas crianças. Era algo transbordante. O louvor mal havia começado, eles já estavam no chão prostrados adorando intensamente à Jesus. E sinceramente? Eu NUNCA vi isso em nenhuma igreja e olha que já visitei muitas… Normalmente as crianças e adolescentes ficam em seus celulares, ou ficam correndo pelas igrejas… Eles não! Era nítido a busca deles por mais de Deus. Em um piscar de olhos, vi Leila, filha de Nick, flutuando em passos de dança como eu NUNCA havia visto em lugar algum. Sejamos sinceros que muitas da meninas que participam do ministério de dança tem a intenção de se exibir, e não há nada de unção. Mas Leila é diferente. Pude conversar com ela por alguns minutos e soube que ela dança desde os 4 anos de idade, hoje ela tem 12. Há algo diferente! Há unção na dança quando se tem a motivação correta.

  • Sábado

No sábado, pela manhã tivemos o louvor e palavra com o Jeremiah sobre termos paixão pela palavra de Deus. Foi benção demais! Precisamos ler mais a Bíblia e não conhecer somente a letra, mas o Deus dos versos.

Durante à tarde tivemos um tempo livre para ter comunhão uns com os outros e descansar.

Passado o tempo, à noite, tivemos outro culto com o louvor com Jeremiah e palavra com a Courtenay. EU AMEI A COURTENAY! História de vida inspiradora! Identidade e Propósito. Além disso, foi ministrado sobre Ezequiel 37. Nesse momento eu lembrei de um sonho que tive na semana que antecedia o retiro, onde vi um esqueleto de um braço e então eu começava a orar por vida e os tecidos e nervos começavam a se formar. Eu continuava a orar e então eu via a pele se formando. Eu ficava espantada, pois no sonho eu lembrava de Ezequiel 37 e então o sonho terminou. Quando Courtenay ministrou sobre VIDA de Deus, lembrei exatamente do sonho.

Clique aqui para assistir

Primeiro dia se passou, e apesar do cansaço físico, meu coração estava sendo renovado a cada segundo. Eu estava realmente feliz por estar vivendo aquele momento além de poder conhecer novas pessoas e criar laços de amizade. Mas a pergunta ainda estava em mim… “O queres fazer em mim, Jesus?”

  • Domingo

Chegado domingo, tivemos o culto matinal. Louvor com Jeremiah e a continuação da palavra com Courtenay. E então Deus respondeu à mim: “Você está aí para viver o sonho que te dei! Não te coloquei aí para ser servida. Vá e sirva as pessoas. Profetize vida a todos que Eu te mostrar para orar” 

Meu coração começou a queimar e então comecei a pedir pra Deus me mostrar as pessoas que eu devia orar e causa. Assim Deus fez. Meu Deus! Que privilégio servir as pessoas. Profetizar cura e libertação. Ele nos deu poder e autoridade para isso. Não precisamos de títulos ou cargos. Somos filhos e filhas de Deus! Desse momento em diante, não retive o que Deus havia me mandado fazer… Toda pessoa que Deus me mostrava para abraçar ou orar, lá eu estava.

Terminado o culto e passado o tempo, na tarde de domingo, tivemos um workshop de dança com a Courtenay. Courtenay é professora de dança. Ela junto com Jeremiah, seu esposo, construíram uma escola de arte para ensinar pessoas a evangelizarem através da arte. O ministério se chama The Ignition PointÉ um trabalho INCRÍVEL! Vale a pena conhecer.

Foi libertador pra mim ter participado desse workshop. Sério! Pode não parecer, mas eu dançava na igreja haha Porém fazia muito tempo que eu não dançava… Eu dançava na igreja desde pequena e parei aos 16 anos, devido a ordem dos pastores da igreja que na época eu congregava. Por algum tempo fiquei triste e enterrei esse desejo de dançar… E consequentemente também parei de dançar em casa. Me lembro que muitas vezes em meu quarto ao orar, eu já não sabia mais como me expressar em palavras e lágrimas e então eu começava a dançar. Eu me achava doida! Até conhecer Courtenay e Leila … Elas disseram logo no início sobre expressão de adoração, e que muitas vezes intercediam por pessoas dançando. “É algo libertador” disse Courtenay.

Inúmera vezes, Leila começa a dançar no louvor e de repente parava para ir orar nas pessoas e entregar palavras proféticas. Que incrível, não? Isso é Deus!

No início do workshop, Courtenay com a sua doçura, alegria e intensidade nos ensinou alguns passos. Foi MUITO engraçado de princípio, mas muito bom. Eu estava enferrujada haha Boa parte das meninas também participaram. Logo após ensinar alguns passos, Courtenay colocou a música “Meu Coração É Teu / My Heart is Yours” ouça.

Luzes apagadas. Meninas espalhadas pelo salão. Começamos então a dançar. QUE PRESENÇA DE DEUS! Quando me vi eu estava a pular, girar e voar nos passos da música chorando, adorando e entregando meu coração. Ao olhar ao redor pude ver meninas prostradas adorando intensamente. QUE MOMENTO ÚNICO! Eu não queria mais parar… Foi surreal! 

Muitos de nós estamos engessados e presos na vergonha, no medo de se parecer ridículo ou louco se começarmos a pular, a dançar, a correr… Pensamentos como “o que irão pensar de mim se eu fizer isso?” FAÇA! Expresse sua adoração! Deixe o Espírito Santo fluir sobre você. SOMOS LIVRES! Precisamos ser intensos e expressar nosso amor por Ele!

Após o workshop, tivemos um tempo livre e então culto novamente com louvor com Jeremiah e palavra com a Courtenay sobre abuso sexual, feridas e traumas.

Clique aqui para assistir

  • Segunda-feira

Chega o penultimo dia pela manhã, segunda-feira, eu já não queria mais voltar pra São Paulo.

Clique aqui para assistir o louvor

A palavra foi ministrada pelo Jeremiah sobre Propósito com Paixão. Quando vivemos um propósito com paixão exalamos o perfume de Jesus. Exalamos vida! Como eu quero isso, meu Deus!!

Clique aqui para assistir a palavra com Jeremiah Bowser

Ao terminar, tivemos o momento de comunhão e um tempo livre. Eu estava a flutuar. Eu queria mais e teve mais! Jesus guardou o melhor para o penúltimo dia.

Chegado a noite, tivemos um dos cultos mais intensos que ja vivi. Teve um momento que novamente parei e comecei a contemplar o que Deus estava fazendo naquele lugar. Deus estava gerando vida em muitos que estavam mortos espiritualmente. Deus estava levantando os caídos. Enquanto observava, Deus falou comigo:

“Isso que você está vendo é um modelo de como Eu gostaria que fosse em todos os cultos que vocês fazem pra Mim. Isso é um modelo de como eu gostaria que todas as igrejas vivessem. Isso é a essência vivida da igreja primitiva.”

WOW! Eu vi crianças deitadas no chão, chorando, tocadas pelo Espírito Santo. Jovens e adultos prostrados chorando. Eu vi pessoas orando uns pelos outros. Meu Deus, como eu almejava viver isso e eu vivi. Nessa noite não houve palavra. Mergulhamos no oceano da graça de Deus.

Chrystian Billman, filho de Nick, deu uma palavra rapidamente sobre não termos medo de enfrentar a realidade após o término do retiro. Deus estava a realizar coisas profundas dentro de nós. E um dos filhos da Courtenay, viu Jesus passeando entre as pessoas garantindo que não as deixariam cair, pois Ele iria sustentar.

Clique aqui para assistir parte 1

Clique aqui para assistir parte 2

Clique aqui para assistir parte 3

  • Terça-feira

Chegado o último dia, tivemos o culto matinal como um culto de ação de graças por tudo o que vivemos. Foi um período também pra honrarmos os voluntários que ajudaram no retiro e principalmente a galera que ajudou na cozinha. Foi lindo ver os pastores honrando suas ovelhas.

Então, we are back! Já sinto saudade… Que dias maravilhosos!

Irmãos adorando a Jesus e tendo comunhão uns com os outros. Pastores servindo suas ovelhas com amor, sinceridade e simplicidade. Eu realmente fiquei impactada. Eu nunca tinha visto um pastor lavando louça em um retiro, ou pastores sentando à mesa para almoçar com os membros sem ter uma mesa separada para eles. Eu vi humildade. Eu vi amor. Eu vi unidade. Eu vi simplicidade. Eu vi JESUS do começo ao fim. Nos sorrisos que eram trocados. Nas brincadeiras que tiveram. Nos abraços nos términos dos cultos. Nas orações que fazíamos uns pelos outros com pessoas que nem conhecíamos. Eu vi Deus se manifestando nos pés descalços e nas roupas sem glamour.

Meu coração só expressa gratidão e desejo por viver isso todos os dias da minha vida. Obrigada Deus!!!

 

Deixe uma resposta