MEDO | Por Natasha Felix

Eu ainda não tinha parado pra pensar o quanto o medo tem estado presente no meu cotidiano, até este presente momento que estamos vivendo; e acredito que não sou a única.

Eu percebi o quanto ele tenta dominar a minha mente , o meu estado emocional, e os meus sonhos. Eu não me refiro ao medo de ficar doente, ou entrar em pânico por conta do vírus.

Eu estou falando do tempo que tenho passado comigo mesma, e como estou me conectando com os meus sentimentos, com a minha identidade e o propósito em Cristo. Eu tenho me questionado com o fato de que não consigo idealizar um futuro de tudo aquilo que desejo ou imagino para a minha vida. De um tempo pra cá eu tenho vivido coisas que eu sonhei há muito tempo atrás. Me formei, casei, conquistei coisas que um dia eu sonhei muito. Eu encerrei ciclos e, teoricamente, é necessário que eu sonhe coisas novas e inicie novos ciclos.

Foi aí que eu me dei conta dos medos que habitam dentro de mim. Medo do novo, medo de não conquistar, medo de não saber fazer o que preciso, medo de não conseguir cumprir o chamado de Deus na minha vida, medo de avançar, enfim, medo.

Comecei então a buscar respostas no evangelho. Não existe problema na vida com o qual o evangelho não lide ou responda. Em Jesus, encontro descanso intelectual e uma resposta para todas as minhas perguntas.

Em Atos 5:12 fala sobre os feitos realizados entre o povo através dos apóstolos, e no versículo 13 diz: “embora o povo os admirasse muito, ninguém mais tinha coragem de juntar-se a eles.”

Enquanto em Atos 5:41 diz a respeito dos que “sentiam-se alegres por serem julgados dignos de sofrer afronta por causa do nome de Jesus”.

Eu não acho que esses mesmos que se alegravam, não se angustiaram ou não sentiram medo assim como os que não conseguiam juntar-se a eles, afinal, o medo faz parte da nossa condição humana, mas a questão é: até onde eu permitirei que o mesmo, limite a minha vida a ponto de não me permitir sair do lugar, ou sair da minha zona de conforto? Não estou falando somente de limitações sobre desejos ou metas do cotidiano (trabalho, relacionamento, estudos) mas também sobre chamado e propósitos que envolvam o Reino.

A bíblia nos dá diversos exemplos de pessoas que se encorajaram a cumprir o chamado de Deus. Quando Jesus estava no Getsemâni, ele orou dizendo: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice; todavia, não seja feita a minha vontade, mas a tua.” E no versículo seguinte diz: ” Então apareceu-lhe um anjo do céu, que o encorajava” – Lucas 22:42-43

Jesus sofreu e morreu por mim e por você. Jesus é o nosso maior exemplo de coragem, além do inquestionável exemplo de amor. O incrível é que Ele não só nos encoraja, como também nos prepara. E são nesses momentos de angústias, questionamentos e inseguranças que nos tem sido reflexo do momento em que estamos vivendo, que Ele nos prepara, nos ensina e direciona, que nós não temos controle de absolutamente nada, mas, que tudo está no controle dEle.

Paulo diz: “Não andeis ansiosos por coisa alguma; pelo contrário, sejam os vossos pedidos plenamente conhecidos diante de Deus por meio de oração e súplica com ações de graça, e a paz de Deus que ultrapassa todo entendimento guardará os vossos pensamentos em Jesus Cristo”. – Filipenses 4:6-7.

Esse é o descanso perfeito que independe de circunstâncias, é o descanso que Ele oferece. Permanecermos calmos em meio à tempestade!

Seja dependente de DEUS.

Deixe uma resposta