O DIA EM QUE ELE QUEBROU TUDO, INCLUSIVE EU! | Por Nadine Valadares

Como as cordas de um violão estou sendo afinada uma a uma, parte a parte, aperta mais um pouquinho… mas no fim uma bela melodia.

As vezes penso ser o fim de tudo, me perco em meio a tanto medo.. mas a cada afinação por mais que doa surge a mais perfeita nota. A nota que vai compor a melodia que Ele criou especialmente para mim.

Pois ele fere, mas trata do ferido; ele machuca, mas suas mãos também curam. – Jó 5:18

Tenho descoberto que para ir além, ser Um com o Pai, inclui momentos como esse: olhar para mim cheia de feridas, incapaz, vazia, sem nada pra oferecer, para sentir que nada tenho a dizer, ser ou mostrar se não pela sua capacidade, se não por Ele.

O vaso de barro  apenas carrega poder que não é dele, eu acredito que só quando sentimos verdadeiramente que não somos nada, quando choramos e choramos diante de Deus, é que estamos iniciando uma caminhada de uma intimidade mais profunda e intensa com ele.

“Aquele que me ama faz a ferida e restaura, O amor que me fere, me fere pra depois me curar. O amor que me quebra, me quebra e me carrega em seus braços.”

Tudo isso serve para criarmos mais dependência do pai, maior intimidade, amor  incansável por Ele.