O ENCONTRO MAIS PURO | Por Lara Dias

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Já falei muito sobre ministério, sobre o chamado de Deus na minha vida, mas antes de tudo passei por uma fase que muitos jovens cristãos já passaram, o “desviar”. Quero falar com vocês dessa fase da minha vida e do lindo encontro que tive, não o famoso “primeiro amor”, mas sim o “ÚNICO AMOR”, pois eu creio que uma vez que nos encontramos verdadeiramente com Jesus não tem como voltar atrás, pois dia a dia nos tornamos cada vez mais perdidamente apaixonados por Ele.

DESVIAR = MUDAR DE DIREÇÃO

Passei um período vazio na minha vida, não tinha amizades que me fizessem crescer, não tinha um relacionamento legal com minha família, gostei de meninos que só machucaram meu coração (só gostava mesmo, envolvimento zero kkk), enfim, uma vida sem caminhar com Jesus não é feliz, pode parecer que é, mas na verdade não passa de uma bela maquiagem, após lavar o rosto vemos que de fato nada somos sem Ele, não passava de um vaso vazio, e as poucas flores que tinham nele estavam começando a morrer.

Fiquei um total de 5 anos longe dos caminhos do Senhor, dos 12 aos 17 anos. Com 17, eu já estava numa fase que eu sabia que não resistiria sem estar mais perto dEle, embora eu não quisesse admitir, minha alma tinha sede e fome de algo maior, algo que eu sabia que precisava mas meu orgulho me impedia. Eu busquei ser aceita em muitas tribos, gostar de coisas que nem mesmo eram muito meu estilo, para satisfazer algo que eu sabia que me adaptar a uma vida pela qual não fui gerada a seguir, não iria me fazer feliz, talvez fosse um bom disfarce provisório, mas logo estaria novamente me sentindo um quebra-cabeça sem a peça principal, aquela que completa o propósito do jogo.

Eu não sei você, mas o processo de reconhecer que eu não tinha mais tempo a perder , que eu tinha que correr aos braços de Jesus foi difícil, por mais que desejasse, antes de dar o primeiro passo, tudo acontece para nos fazer “pensar melhor” nessa “escolha”, antes de finalmente me entregar a esse amor, eu tive receio pelo julgamento de pessoas,  eu só pensava em um lugar para retornar que era minha antiga igreja, meu coração me direcionava para lá, mas ao mesmo tempo o medo do julgamento das pessoas, por me verem como alguém que saiu para fazer o que bem entendia e agora estava voltando com a cara no chão, o medo de até mesmo Jesus não me aceitar de volta, retardou o processo, até a chegada do dia em que não dava mais pra deixar com que o que eu achava que pensariam de mim, anulasse a oportunidade de encontrá-Lo.

Meu coração pulsava para voltar a minha casa, meu antigo (e agora atual) ministério, não quero prender Jesus a uma placa específica, mas ali era o meu lugar de encontro com Deus, e quando a saudade bateu forte eu tive a sede, a fome, a necessidade de voltar para lá. E foi a decisão mais certa da minha vida, o encontro mais doce que eu já tive foi ali.

Como se estivesse preparada para um romance, eu me dispus a viver essa relação, e dessa vez não queria apenas ouvir falar, agora eu queria vê-Lo, tocá-Lo, eu queria amá-Lo, como nunca antes amei.

“Nosso verdadeiro encontro foi a cena mais linda, eu quero viver essa história de amor para sempre…”

“Lembro que naquele dia eu disse: hoje eu vou encontrá-lo, comecei a procurar roupas que estivessem à altura dele, afinal depois de romper um relacionamento eu não queria aparecer de qualquer forma para ele haha eu fui me arrumando e as pessoas na minha casa, a minha família, não acreditavam que eu decidi marcar esse encontro… quando estava pronta parecia que os minutos voavam e eu cada vez mais ansiosa e nervosa com medo de como seria minha recepção, será que ele me reconheceria? Será que mudei demais? Será que ele ainda gosta de mim? Quando finalmente deu a hora de sair de casa eu não hesitei e caminhei à casa Dele, quando cheguei na porta meu coração acelerou e um calor gostoso aqueceu meu peito, eu fui caminhando em direção à ele, me sentei observei o ambiente em busca de algo que me fizesse reconhece-lo. Quando o relógio pontualmente marcou 18:00 horas as pessoas ficaram de pé e ali  fecharam seus olhos para falar com ele, depois de tanto tempo sem conversarmos eu não sabia o que dizer direito, afinal eu tinha vergonha, ele sempre passava por mim, estava nos mesmos lugares que eu, e eu fingia que ele não existia, fiquei com receio, mas eu lembro de fechar os olhos e dizer, eu estou aqui, não acredito que fiz isso, mas precisava te ver, sentir o calor do seu abraço, ouvir sua voz dizer que me ama…

Ali comecei a discorrer uma declaração de amor, de forma que jamais fiz para alguém, parecia que meu coração tinha lábios próprios e dizia a Ele tudo que eu sozinha não conseguia expressar, eu sentia um calor tão grande que acredito estar sendo abraçada naquele momento, um louvor suave era entoado em seguida eu só conseguia sentir aquela melodia nos envolver enquanto nosso reencontro estava sendo selado, lágrimas corriam pelo meu rosto, não podia conter o que meu coração estava sentindo, Ele pulsava como se estivesse saltando, como em Jó 42:5 já não o conhecia de ouvir falar, meus olhos podiam vê-Lo e meu coração sentia o abraço desse amor…. desde então nunca mais quis fugir desse abraço .”

Esse é o testemunho do meu reencontro com Jesus, nasci em lar cristão, mas eu precisava ter o meu encontro especial com Jesus, não apenas ir porque minha família está lá, mas eu precisava sentir o sobrenatural, esse sentimento louco e inexplicável, amar o que não se pode ver, mas senti-Lo porque Ele é real como o ar que respiro, mesmo que eu não possa tocar, eu sei que ele está aqui.

Cada um tem uma história, cada um tem o momento especial de encontrar com o Amado Senhor, o meu foi quando tinha 17 anos e hoje aos 22 Ele me fez vir aqui, para que talvez seja hoje seu encontro ou reencontro com ele, com certeza o que senti foi algo especial e particular com Deus , mas eu creio que você também pode ser envolvido por esse amor incomparável…

Nesse dia que acabo de contar eu percebi algumas coisas, primeiro que o verdadeiro amor nunca morre, segundo minha insegurança de talvez ter mudado e ele não me reconhecer ou não gostar de como estou não tem fundamento, pois mesmo eu o ignorando e fingindo não o ver, ele sempre esteve por perto me amando como eu sou, e terceiro, o amor de Deus nunca falha e aquele que se apaixonou por mais que queira não consegue ficar muito tempo longe Dele, porque somos consumidos por um amor imparável que nos acompanha todos os dias!

Este louvor fala ao meu coração, e traduz aquilo que quero viver para sempre, envolvida nos braços de Jesus:

Antes Eu Te Conhecia
(Adhemar de Campos)

“Antes eu te conhecia de ouvir falar,
Mas agora de contigo andar
Eu sei o Deus que tenho
Meu Rei Senhor e Pai,
Te quero em minha vida mais e mais
Antes eu te conhecia de ouvir falar
Mas agora de contigo andar
Tu és meu bem supremo, meu Rei,
Senhor e Pai, me alegro em tua
Vontade mais e mais
Tu sondas e conheces meu coração Senhor
Sabes, sou limitado mas conto com teu amor
Sendo pois teu filho venho te dar louvor
Que bom é tua vida em minha vida
Antes eu te conhecia de ouvir falar
Tu sondas e conheces meu coração Senhor
Sabes de ti dependo e conto com teu amor
Sendo pois teu filho venho te dar louvor
Que bom é tua vida em minha vida
Que glória é tua vida em minha vida
Me alegro com tua vida em minha vida”

Eu não sei se você já teve seu encontro com Jesus, se isso para você pode ser apenas um texto bonito ou não, se é mais um testemunho, mas eu quero te dizer, que eu já estive do outro lado, e glória a Deus fui atraída a tempo de ter toda minha juventude entregue à Jesus, eu posso te garantir, que VALE A PENA, abrir mão daquilo que é passageiro, para viver o que é eterno. Perder a vida para de fato começar a viver é louco, porque Jesus trabalha de uma forma que não cabe a nós entender, mas eu te garanto que é um passo que damos, sem nem sequer ter vontade de olhar para trás com arrependimento, e sim agradecer, e mais uma vez dizer: VALEU A PENA!!!

Deixe uma resposta