O PODER DE UM ABRAÇO, A VERDADEIRA CURA | Por Giselle Prado

Já era noite… Uma quinta feira, como sabem eu e meu noivo estamos em período de TCC e tínhamos a entrega do projeto, a primeira parte. Confesso que não está sendo fácil conciliar tudo, mas estou na tentativa… Aprendendo a cada dia.

Minha maior luta, como sempre, são os conflitos internos que vivo a passar. Que luta árdua! E que aliás pretendo escrever à respeito (a diferença entre conflito e confusão). Sei que não me verei livre deles enquanto eu estiver aqui nessa Terra, afinal é minha alma militando contra o meu espírito. Essa luta, estou certa, de que somente terá o seu fim no dia que eu adormecer no Senhor, mas esses conflitos tem gerado sintomas de ansiedade e irritabilidade. Que coisa terrível! Mas Jesus venceu! É uma fase. Tudo o que estiver em desordem irá para seu devido lugar no tempo correto.

Mas o que me traz aqui foi uma situação que vivi…

Minha cabeça estava explodindo e o desejo de querer ir embora estava intenso, mas eu precisava focar no trabalho e terminar. Rodrigo ficava me fazendo perguntas e mais perguntas… Meu Deus! Aquilo realmente estava me tirando do sério. Eu precisava terminar o trabalho e ele não deixava. Até o momento que eu, infelizmente, explodi e disse que largaria tudo. Peguei minhas coisas e na impulsividade, fui de encontro com ele para ir embora, mas ele se colocou à minha frente, com aquela “pouca”  altura, segurou minhas mãos e olhou fixamente nos meus olhos

 O que está acontecendo dentro você amor?  Perguntou ele.

Eu fiquei muda olhando diretamente pra ele. E então ele completou:

Como você acha que me sinto por dentro mesmo sabendo que não é por minha causa que você está assim? Eu te amo! Eu quero saber o que está acontecendo com você por dentro! Imagine se fosse os outros caras… Aqueles que você se envolveu por exemplo. O que eles teriam feito numa situação dessas? Me permita cuidar de você! Não se feche!

Logo um “filme” passou pela minha cabeça, relembrando todos os grandes livramentos, que inclusive já compartilhei com vocês, que Deus me agraciou. Lembrei principalmente do último relacionamento que tive, o qual Deus revelou coisas terríveis à respeito do rapaz e o que aconteceria comigo no futuro. As lágrimas nesse instante foram inevitáveis. Então eu disse com voz baixa: Ele iria me bater. Ele não me aguentaria … E então eu disparei a chorar, mas ele logo interrompeu o meu choro com um abraço apertado.

Meu Deus! Que abraço!

Ele me disse:

Eu não estou com você por atração. Eu não estou com você por simplesmente estar. Não coloque os problemas acima do amor que sinto por você. Eu quero cuidar de você. Mas me permita isso!

Foi como um sopro: tchau irritabilidade e angústia. Foi como um despertar. Os meus olhos se abriram para enxergar mais um pouco do presente que Deus havia me entregue. Ele estava ali, à minha frente. Seu abraço e suas palavras encharcadas de amor me curaram naquele momento. E por mais que eu estivesse errada, ele jamais levantou a voz pra mim ou disse coisas terríveis como os outros faziam… Ele é diferente! Ele entende a minha loucura haha Mas eu me permiti ouvir sua voz. Eu me permiti ser cuidado naquele pequeno instante. Eu me desarmei. Ele me acolheu. Sou como flor e ele o mais belo jardineiro que a cada crise de desespero, tira cada espinho.

Se eu puder dar-te um conselho, eu digo: permita ser curado por gestos simples, mas verdadeiros. Permita ser curado trazendo à luz o que te aprisiona. Desarma-se e deixe- ser amado.

A verdadeira cura não vem de grandes espetáculos. Ela pode vir com grandes sinais? Pode! Mas ela também vem de maneira singela e quando menos esperamos. É preciso apenas nos permitir ser curados. É preciso nos permitir ser cuidados.

A verdadeira cura, pode estar no abraço que você rejeita. Na conversa que você não valoriza. Ou no olhar amigo que você se recusa a dar ou receber.

Permita-se ser abraçado! E abrace!

Os abraços curam. Os abraços resgatam. Os abraços tem poder de tocar a eternidade de nossas vidas se forem carregados de amor e sinceridade. Naquele dia, ele, sem saber tocou a eternidade do meu ser e me marcou com marcas de amor. Mais uma ferida se fechou. Eu estou me permitindo ser curada…