RENUNCIE, SE VERDADEIRAMENTE AMA | Por Karol Claudino

Dói abrir mão de algo que amamos, né? Mas será que deixar ir também não é um ato de amor? Muitas vezes, sim. Tem uma imagem que me chama muita atenção e que me veio a mente agora, que é de alguém segurando uma corda, quanto mais ela segurava essa corda, mais ela machucava sua mão, mas uma hora ela resolveu soltar a corda, e não sentiu mais dor.

Ás vezes nos prendemos a tantas coisas e pessoas por medo de ficar sem, de ficar sozinha, ou por achar que a dor de deixar ir será maior do que a dor que está sendo causada ela estando ao lado. Mas não, precisamos entender que não vale a pena segurar nada que nos machuca e que nos causa dor, ou que nos afasta daquilo que Deus têm para nós.

Acho que é isso que Deus quer nos mostrar quando nos pede pra renunciarmos algo por amor a Ele, porque Ele sabe de tudo o que pode nos ferir. Podemos achar que não estar causando nenhum mal agora, mas futuramente não sabemos o que podemos sentir se alimentarmos algo que não devíamos. Quando Ele pede para abrirmos mão de algo, não é apenas porque Ele quer que fiquemos sem, existe um por quê, um propósito, que as vezes até enxergamos qual é, mas muitas vezes não iremos enxergar, nem entender, e confesso que quando não conseguimos entender, dói demais.

É difícil quando não sabemos o por quê de algo acontecer, ou de precisarmos agir de uma certa forma, mas se foi Deus que te pediu para fazer isso ou se Ele mesmo fez algo, confie, pois tudo coopera para o nosso bem. Só Ele sabe do que realmente você precisa, e se Ele te pede para abrir mão, é porque Ele sabe que você não precisa disso, não mais.

Descanse seu coração Nele, Ele tem algo muito melhor para te dar, então deixe Ele arrancar de você tudo aquilo que te fere, que te faz chorar, que rasga seu coração, que tira o teu sono de madrugada, Ele não quer que sofremos por coisas banais, mas sim, por Ele, porque o sofrimento que passamos aqui não se compara com a glória que nos será revelada. Renúncias podem causar dor, mas nos trará um alívio eterno.