SER OU FAZER, EIS A QUESTÃO | Uma vida relevante

wy_j0_9svfg-toa-heftiba

Faltam apenas 4 dias para o Natal e alguns dias pra virarmos a página do ano de 2016… De todo o ano, são as duas semanas mais reflexivas, concorda?

Promessas, sonhos e projetos alcançados ou NÃO vem a tona como uma tempestade em apenas 15 dias consecutivos.

“Meu Deus, que temporal é esse de sentimentos e reflexão?”

Talvez seja essa sua pergunta nessas duas semanas assim como foi a minha. Mas toda tempestade de sentimentos acaba em? Café quentinho e texto.

Jesus quer falar com você assim como falou comigo.

Essas duas semanas são as semanas mais perigosas, onde muitas pessoas se sentem solitárias, desiludidas, sem esperança ou incapazes para o próximo ano. São as duas semanas de decisões para o próximo ano. E infelizmente também são as duas semanas onde mais ocorrem os suicídios. Porque então não trazer uma reflexão sobre isso? Mas sobre isso o que? Relevância… A falta dela ou do entendimento a respeito, tem causado muitas doenças não só emocionais como também espirituais. Tem paralisado e matado aos poucos a muitos.

Relevância, essa palavra está em alta. Em alta pelo simples fato de mover o ser humano. É a busca por uma vida relevante que muitos de nós vivemos. Seja relevância no emprego, seja em um projeto pessoal ou na igreja de Cristo.  E quando isso falha? Solidão, desespero, desânimo dentre outros sentimentos batem na porta. Isso tem que parar!

Primeiro é preciso entender o conceito de relevância. Relevância refere-se ao que é importante,  que é indispensável ou que possui um significado raro. 

Há dias que venho pensando muito sobre isso…  Qual a motivação que nos leva a buscar uma vida relevante? A motivação que leva o ser humano a buscar por uma vida relevante é justamente a causa de Deus ter implantado em nós um significado único para cada um, ou seja, uma identidade e propósito. Ele nos projetou para sermos relevantes. Não somos frutos do acaso. Temos um propósito a ser cumprido e um papel importantíssimo a desempenhar a onde vivemos. Porém muitos tem confundido o conceito de uma vida relevante com o fazer, fazer e fazer e aparecer.

“Eu serei relevante se eu estiver fazendo algo ou estiver em evidência.” – Dizem por aí.

Certo? É o que a grande maioria tem pensado e vivido. Mas não é por aí…Pera lá…Não de acordo com a lógica do Reino de Deus. E é justamente por essa ideologia de mais FAZER do que SER que tem gerado muitos cristãos rasos, sem fundamentos e com problemas sérios emocionais e espirituais levando a morte espiritual, emocional ou até mesmo física.

O FAZER nos traz uma falsa alusão de que estamos sendo relevantes, que no entanto, o sentido real de FAZER é algo projetado para essa terra, ou seja, passageiro, mas o SER é algo de dentro, projetado para a eternidade. E o que é mais importante ? Essa terra ou a eternidade no céu?

Pois bem, quando isso é entendido, muitos de nós pode-se chegar a conclusão de que estamos sendo meros ativistas e então cair em depressão, inconstância, incoerências entre outros estados emocionais e espirituais.

Por isso olhemos para referências que de fato foram relevantes…

O próprio Cristo é um exemplo vivo de RELEVÂNCIA. Um ministério que para muitos só começou aos 30 anos, digo que não… Jesus primeiro buscou SER e então começou a FAZER. Percebe que até mesmo esse lance de ministério é confundido? O ministério melhor é aquele que mais faz? É precisamos rever nossos conceitos… Jesus buscou ser como o Pai dEle e então agiu.

Ananias é outro grande exemplo. Aposto que se indagou, “quem é esse?” hahaha Ananias foi o homem que impôs as mãos sobre Paulo, quando ele estava cego e o impulsionou a cumprir a sua missão.

Ser relevante é cumprir o propósito de Deus e o propósito de Deus se consiste mais em SER do que o FAZER por fazer. É algo de DENTRO PARA FORA. É algo que muitas vezes será reconhecido por POUCOS mas que terá um grande peso na eternidade assim como foi com Ananias. Ananias nem livro tem na bíblia e nem por isso é menos importante que Paulo. Ele entendeu quem ele era e cumpriu o propósito dele. Ele teve uma vida relevante.

De certo que precisamos agir, mas de nada vale FAZER se não tivermos a identidade real de filhos de Deus. Quando você tem sua identidade firmada, poderá cumprir seu propósito seja ele evidente para muitos ou não.

Entenda isso… Não é porque fulano faz que você tem que fazer igual e ser evidente como ele. Não! Busque seu significado em Deus pessoal. Isso vai te tornar um ser humano relevante em todas as áreas da sua vida.  Isso não afetará mais sua autoestima ou causará desânimo porque você entende que relevância é fundamentar seu propósito nas coisas que não podemos ver. Ser relevante é se encontrar em Deus. Ser relevante é ser Jesus para esse mundão.  Ser relevante é cumprir o que Deus designou à você por mais doido que seja.

A depressão, inconstância, bipolaridade, a comparação ou frieza já não terão mais poder sobre você!

Depois que entendi isso, busco sumir mais do que aparecer… o sumir nos ajuda a mais SER do que FAZER assim como o meu Jesus fez. E minha oração é para que nessas duas semanas que restam eu possa ser TUDO o que não fui durante todo esse ano. É ser Ele!

Ser Jesus é ser o amor, a paz, a compreensão, a humildade, a sinceridade, a santidade, a constância e o socorro de muitos.

Que em 2017 ainda que façamos menos comparado a 2016, procurar ser será a melhor recompensa.

Deixo aqui também os meus Boas Festas à você leitor <3

logonew4

Deixe uma resposta