UM JARDIM MORTO E O JARDINEIRO ME DANDO NOVA VIDA | Por Bruna Prado

Eu sempre ouvia falar do amor de Jesus e sempre achava que já havia sentido Ele totalmente, mas não… Jesus chegou de mansinho e me monstrou um amor imensamente maior do que eu havia pensado, ou sentido. Me mostrou que somente Nele eu encontro descanso, encontro paz, encontro o verdadeiro Amor, por que Ele é o amor, o meu amor.

Desde então a minha vida vida ganhou um novo sentido, e tudo agora é colorido por quê eu sou do meu Amado e Ele é meu.

Ele me ensinou que o amor começa quando eu me deleito em Seus braços, e quando eu me entrego totalmente e interamente á Ele. Por quê é só assim que eu aprendo a  confiar em todos os planos que Ele tem pra minha vida.

Aprendi que amar é ter fé naquilo que eu não posso ver. É acreditar inteiramente no fato de que só Ele  tem o amor que eu preciso, que Sua Graça vai ser sempre a única coisa que me basta.

Foi na Rosa de Saron que eu achei a razão das batidas do meu coração, foi ao descansar em meio aos Lírios dos Vales que meu coração se acalmou.

Nossas conversas em meio a madrugada foram tantas… E Ele  viu quantas  lágrimas eu derramei e sem pensar, imediatamente Ele as enxugou. Foi em meio a nossas conversas que eu disse que nunca havia conhecido o amor, e na mesma hora Ele se calou, me olhou e disse: Tem certeza que nunca viu, nem sentiu o amor ? Naquele momento Ele me fez lembrar do som do canto dos passarinhos que eu tanto gosto, me lembrou da juba do leão que tanto me fascina, me lembrou da imensidão do mar que eu tanto amo olhar. Me fez lembrar do outono, do inverno e da primavera que são minhas estações preferidas e lembrou  como são os dias nessas estações e por quê eu as amo, Ele me trouxe a memória tudo que me da esperança.

E então pude vê-Lo e percebi que Seu amor, sempre esteve e sempre estará me rodeando. E apartir daquele dia percebi que Seu amor está cada vez mais perto de mim, seja quando eu ajudo meu próximo ou quando eu venho a Seus pés com o coração contrito cheio de  arrependimento.

Sem Seu amor e Sua Graça nada faz sentido. Ele me abraça e me cobre com Seus braços de amor.

Desde então eu me nego a dizer que nunca senti ou conheci o Seu amor, e sabe de uma coisa, eu vejo que Seu Espírito deseja fazer mudanças maravilhosas em meu ser. Até minhas roupas tem mudado, tudo tem tomado cor. Mas esse colorido não fica apenas no meu armário, mas em minha alma, ela que muitas vezes, parecia um jardim imenso, cheio das mais variadas flores, estava congelado há muito tempo e aos poucos cada flor ia morrendo, mas um dia Seu amor invadiu meu ser e o Sol da Justiça brilhou em meu jardim, e quando eu menos esperava, Jesus ia assentando a terra e como um Jardineiro que ama suas flores, incansavelmente Ele ia lançando sementes sobre ela. Ao terminar de lançar as sementes Ele me regou com Sua Graça e imediatamente minhas flores desabrocham. Ele arrancou as flores podres, e as colocou em um lugar que nem eu mesma sei onde estão, só sei que Ele me livrou de flores como a angústia e a solidão.

Eu venho amando cada vez mais esse Jardineiro, que é meu Pai, meu amigo, que é meu Amor, que é Jesus e Ele é o dono do meu coração. Hoje vejo que eu era um jardim sem nenhum cultivo e Ele é o Jardineiro disposto a qualquer custo a recomeçar a construir o jardim que há em mim.