VENCENDO EM ORAÇÃO NA COVA DOS LEÕES | Por Lara Dias

tqiafctpa-s-brooke-cagle

Quantas vezes nos nossos dias nos encontramos presos em uma cova cheia de grandes feras prontas a nos devorar? Quantas vezes nos encontramos enclausurados em uma situação prestes a nos sufocar? A vida espiritual não vai bem e junto com isso todas as outras áreas da vida começam a desmoronar, contas atrasadas, faculdade a ponto de perder o ano/semestre por não ter cabeça para estudos ou dinheiro para pagar a mensalidade, alguma doença grave de um ente querido ou em nós mesmos, uma história de amor que não deu certo, um ministério frustrado, uma carreira profissional malsucedida e infinitas coisas que podem nos atingir no mais profundo.

Tantos leões todos os dias a nos perseguir dentro de nós mesmos, não vemos saída a não ser olhar para o alto e pedir socorro ao único que pode certamente nos socorrer. Em Daniel 6 queriam tramar contra o profeta, por sua personalidade autêntica e fiel, foi gerada inveja sobre sua vida e tramaram contra ela, como não podiam incriminá-lo usaram da própria fé de Daniel para o prejudicar:

“Então os presidentes e os príncipes procuravam achar ocasião contra Daniel a respeito do reino; mas não podiam achar ocasião ou culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum erro nem culpa.
Daniel 6:4

Quantas vezes passamos por situações parecidas com à de Daniel, em que querem nos prejudicar, querem matar nossa fé? Fé essa que nos alimenta e nos mantém de pé, são processo difíceis, mas, para conhecer o que é doce muitas vezes temos que provar do amargo para saber distinguir os seus sabores.

Antes de partir para a viagem missionária minha vida deu uma reviravolta total, dias antes de viajar e meu mundo estava desmoronando, a dúvida bateu em minha porta, Deus confiou um ministério para que eu cuidasse e situações vieram para que eu não pudesse mais fazê-lo com excelência, a minha alma estava seriamente ferida, enfim fui trancafiada numa cova com muitos leões. Parti para Recife no propósito de salvar vidas pregando o evangelho, glória a Deus por esse propósito que foi cumprido.

Daniel foi posto na cova injustamente por não se dobrar a um decreto que o impediria de prostrar-se ao Deus de Israel, o rei, mesmo não querendo agir contra Daniel não poderia deixar de cumprir a regra estabelecida, mas mesmo tendo que cumprir aquilo que não queria ele disse uma palavra de fé a Daniel:

“Então o rei ordenou que trouxessem a Daniel, e lançaram-no na cova dos leões. E, falando o rei, disse a Daniel: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, ele te livrará.
Daniel 6:16”

Eu me apeguei a essa frase : “O teu Deus, a quem continuamente serves, ele te livrará”! E mesmo ali num propósito certo eu não poderia deixar de todos os dias continuamente entregar em oração minha vida ao meu Deus, eu precisava ser tratada por Ele, eu sabia qual era o remédio, Deus sempre é a solução, mas eu precisava saber como ir de encontro a ela, apresentar a Ele cada situação difícil internamente e algumas pendentes em São Paulo que eu estava passando, uma coisa me foi dita e eu guardei como lição é que nossas dores são curadas no altar, Deus tinha muito mais preparado para mim, a obra de Deus não perece em nenhum momento, enquanto eu trabalhava para Ele, Ele movia céus e terra para salvar o que eu achava estar perdido. A cada dia eu clamava mais, o que um missionário não vive sem é a oração, podemos estar rodeados de pessoas, em uma grande equipe, conversar, interagir, orar e louvar juntos, mas nada disso te preenche mais que você e Deus no oculto, você se fechar num mundo em que só tem você e Ele para se falarem e ouvirem um ao outro.

Daniel foi um homem de oração, não foi da boca para fora que o rei Dario lhe disse que o Deus de Daniel o livraria, Deus é fiel com aqueles que o amam e buscam, Daniel saiu ileso daquela cova, e a glória de Deus foi manifestada mais uma vez sobre sua vida:

Quando ia se aproximando da cova, chamou Daniel com voz aflita: “Daniel, servo do Deus vivo, será que o seu Deus, a quem você serve continuamente, pôde livrá-lo dos leões? “
Daniel respondeu: “Ó rei, vive para sempre!
O meu Deus enviou o seu anjo, que fechou a boca dos leões. Eles não me fizeram mal algum, pois fui considerado inocente à vista de Deus. Também contra ti não cometi mal algum, ó rei”.
Daniel 6:20-22

Eu tenho sobrevivido por causa da oração, somos frutos da oração de alguém, logo somos sustentados por ela através de nossa fé. Que leão pode ser mais feroz que o amor de um Pai ao ouvir o filho clamar?  Na sua palavra ELE diz: Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece’. Jeremias 33:3, Ele nos traz a paz que excede todo o entendimento, Ele nos guarda na tempestade, Ele nos guarda na fornalha ardente, Ele nos guarda na cova dos leões, Ele está pronto a nos ouvir quando a ELE chamarmos.

aksdka
Lara Dias Colunista

logonew4